22 de setembro de 2020

Os espaços escolares para a prevenção da toxicodependência: opinião de diretores de escolas.

1 de outubro de 20112min

SEGOVIA, Nora Susana  e  GONCALVES, Marlene Fagundes Carvalho. Os espaços escolares para a prevenção da toxicodependência: opinião de diretores de escolas. Rev. Latino-Am. Enfermagem [online]. 2011, vol.19, n.spe, pp. 782-788. ISSN 0104-1169.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-11692011000700016.

O objetivo deste trabalho foi analisar a concepção dos diretores de escola secundária sobre a disponibilidade de espaços físicos e psicológicos, nas escolas, para ações preventivas no que diz respeito ao uso de drogas. Foi usado questionário semiestruturado, em amostra de 15 diretores de escolas secundárias, do sistema educativo argentino, gestão pública e privada da província de Buenos Aires e Cidade Autônoma de Buenos Aires. A análise, numa abordagem qualitativa, considerou o quadro teórico da saúde internacional, gestão escolar, referenciais de psicologia social e os regulamentos legais, no domínio da educação formal. Os diretores reconhecem que o problema da toxicodependência deve ser trabalhado na escola, com a colaboração de outras instituições e especialistas, propiciando a capacitação de seus funcionários em saúde, psicologia e dinâmicas de grupo, bem como o desenvolvimento das condições de empatia, calor e ampliação da visão nos vínculos com a população escolar.

Palavras-chave : Drogas Ilícitas; Ensino Fundamental e Médio; Administração de Recursos Humanos.

acesse o artigo


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter