30 de setembro de 2020

Nutrição no paciente dependente de álcool – Aspectos pertinentes ao clínico

18 de dezembro de 20132min

Acesse: Reposicao vitaminica (1).pdf

Nutrição no paciente dependente de álcool – Aspectos pertinentes ao clínico

Autora: Cláudia Diniz Maciel , Ronaldo Laranjeira  e Hélio Lauar

Associação Brasileira de Psiquiatria– ABP em setembro de  1999

Diante de um paciente dependente de álcool devemos ter em mente que podemos estar nos deparando com um caso de desnutrição e medidas terapêuticas eficazes devem ser tomadas visando minimizar os efeitos deletérios. (CARVALHO). A dependência de álcool é uma das principais causas de desnutrição entre os adultos no mundo ocidental (PETER; .HALSTED; MEZEY; GLORIA). A desnutrição causada pelo álcool pode ser classificada etiologicamente como primária ou secundária. É denominada desnutrição primária quando há uma dieta inadequada em nutrientes (dieta pobre em proteínas, vitaminas, etc.) e desnutrição secundária o tipo de desnutrição onde o álcool afeta a biodisponibilidade dos nutrientes por vários mecanismos (absorção deficitária, um maior consumo, anormalidades no metabolismo dos nutrientes e diminuição da capacidade de estoque de nutrientes, por exemplo) .(HALSTED, C.H. 1980; MEZEY, E 1980; GLORIA, 1997). Em ambos os casos os pacientes não dispõe de nutrientes em doses adequadas para suprir as necessidades.


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter