1 de outubro de 2020

Diagnóstico e tratamento do uso nocivo e dependência do álcool

15 de novembro de 20132min

 Acesse: Dependência do álcool.pdf
Diagnóstico e tratamento do uso nocivo e dependência do álcool

Cláudio Jerônimo da Silva
Ronaldo Laranjeira

O uso de bebida alcoólica é estimulado na maioria dos países do mundo. No Brasil, a ausência de políticas pública reguladoras do consumo torna-o extremamente disponível,com fácil acesso e baixo custo. Soma-se a esses fatores o estímulo ao uso feito principalmente pela mídia, que associa o álcool às
situações prazerosas, omitindo possíveis danos que ele pode causar à saúde. A facilidade de obter bebidas alcoólicas promove o uso de um número cada vez maior de pessoas,principalmente de adolescentes, com a bebida alcoólica. Quase 65% dos adolescentes já fizeram do uso de álcool na vidaAproximadamente
69% dos adultos ingerem bebida alcoólica. Esse encontro (indivíduo e álcool),na maioria das vezes, não causa dependência.Uma minoria (11,2% da população total)torna-se dependente. Ainda assim, a prevalência da dependência do álcool assemelha-se a de outras doenças crônicas, como a hipertensão.


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter