27 de setembro de 2020

Marcas de cigarro dos EUA são obrigadas a admitir que causam mortes

29 de novembro de 20172min

Revista Galileu

Empresas gigantes da indústria do tabaco perderam uma batalha iniciada há quase duas décadas na Justiça americana e, desde este domingo (26), passaram a ter de exibir anúncios na mídia admitindo ter encoberto mortes causadas pelo tabagismo e colocado aditivos nos cigarros para torná-los mais viciantes.

As empresas Altria, R.J. Reynolds, Lorillard e Philip Morris USA são citadas nos anúncios, que serão exibidos por um ano na TV e na imprensa escrita. A ordem judicial foi dada em 2006, mas desde então as marcas tentavam barrar a decisão por meio de recursos, que só agora se esgotaram.

Acesse: http://revistagalileu.globo.com/Ciencia/noticia/2017/11/marcas-de-cigarro-dos-eua-sao-obrigadas-admitir-que-causam-mortes.html


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter