Big Vape: A perturbadora história real por trás da série da Netflix

15 de outubro de 20232min330
AAAAQTdtmIiVb-nblZPErCSjdVSgUC4degYaOnyzLJC32cB7JuiMwr_NshXD1ukJG4M3ALFnkXjV9Tazrng0uw1U9PTzauFgj44TP-qDgMvhsQ18pHomrnTwPcw7wy1OYasLeXcI8gCceWdyKewnKay6L8Dk-1024x576
Recém-chegado ao catálogo da Netflix no Brasil, o documentário “Big Vape” aborda a crescente popularização dos cigarros eletrônicos nos Estados Unidos e em todo o mundo. A série revela uma história real perturbadora, repleta de executivos de má fé, táticas de marketing questionáveis e, é claro, muita especulação. Na narrativa, uma startup de cigarros eletrônicos ascende ao status de empresa multibilionária, mas vê todo o seu sucesso ser consumido por uma epidemia.

A sinopse de “Big Vape” na Netflix descreve: “Nesta série documental, uma startup de cigarros eletrônicos se torna uma empresa multibilionária até que uma epidemia transforma todo o seu sucesso em fumaça.”

Dirigida pelo renomado cineasta norte-americano R.J. Cutler, vencedor do Emmy, a série documental se revela intrigante e esclarecedora. Em sua primeira temporada, “Big Vape” conta com apenas quatro episódios.


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter


    Skip to content