Uso da K9, a ‘droga zumbi’, avança na Cracolândia: ‘A pessoa congela, sem movimento’

24 de abril de 20241min661
drquirino

O uso de canabinoides sintéticos, como a “K9” ou “maconha sintética”, está se tornando mais comum em São Paulo, especialmente na região da Cracolândia. Essas substâncias, mais baratas que as drogas tradicionais, estão ganhando popularidade entre os usuários, causando efeitos que incluem taquicardia, alucinações e dependência rápida. Dos pacientes atendidos no Hub de Cuidados em Crack e Outras Drogas, 71% dos que relataram o uso desses canabinoides sintéticos apresentam quadros de dependência grave. O Dr. Quirino Cordeiro, diretor técnico do Hub, destaca que muitas vezes os usuários ficam estáticos, como se congelados, devido aos efeitos da droga.

Leia mais:  https://www.estadao.com.br/sao-paulo/uso-da-k9-a-droga-zumbi-avanca-na-cracolandia-a-pessoa-congela-sem-movimento/


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter


    Skip to content