Facções brasileiras miram também a produção de drogas no Paraguai

19 de abril de 20182min

Antes restritos à distribuição, grupos de narcotráfico elevam violência na divisa com Brasil

PEDRO JUAN CABALLERO 

A terra vermelha que gruda nos sapatos e na traseira dos carros de quem vai à fronteira do Brasil com o Paraguai é a mesma em que se cultiva a maconha consumida em São Paulo, no Rio e outras cidades do Cone Sul. 

A mesma Pedro Juan Caballero que atrai compradores e estudantes de medicina virou ímã para facções do tráfico, que disputam não só a passagem da erva pela fronteira como o cultivo, atividade inédita entre as quadrilhas. 

Tanto a paulista PCC (Primeiro Comando da Capital) quanto a carioca Comando Vermelho (CV) tinham acordos com os produtores paraguaios.

 Veja mais em: https://www1.folha.uol.com.br/mundo/2018/04/faccoes-brasileiras-miram-tambem-a-producao-de-drogas-no-paraguai.shtml


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter


WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com