Polícia indicia 7 por homicídio culposo em caso de cerveja contaminada

14 de junho de 20202min

Onze pessoas foram indiciadas pelo caso de intoxicação de clientes que consumiram as cervejas da marca Backer, fabricadas em Belo Horizonte. A polícia indiciou sete por homicídio culposo, lesão corporal e intoxicação de produto alimentício, uma testemunha por falso testemunho e extorsão e três sócios por não terem feito recall do produto colocado à venda e não terem divulgado os riscos.

As festas de fim de ano e uma promoção na chamada Black Friday teriam levado várias das vítimas a consumirem a cerveja em altas quantidades a partir de dezembro. O caso começou a ser investigado em janeiro, depois de várias pessoas, a maioria delas do bairro Buritis, em Belo Horizonte, começarem a aparecer com sintomas similares, no que foi inicialmente identificado como uma doença misteriosa. A conclusão do inquérito foi apresentada nesta terça-feira (9). A polícia descartou a possibilidade de sabotagem e afirmou que a contaminação ocorreu dentro da fábrica, por acidente.

Veja mais em: https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2020/06/policia-indicia-7-por-homicidio-culposo-em-caso-de-cerveja-contaminada.shtml


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter