TRANSTORNO AFETIVO BIPOLAR RELACIONADO AO USO ABUSIVO DE SUBSTÂNCIAS PSICOATIVAS: Uma Revisão Bibliográfica

12 de fevereiro de 20142min

Camila Safanelli,  Jéssica Karolina Rodrigues, Luiz Arthur Rangel Cyrino

 

O abuso de substâncias psicoativas por pessoas portadoras de transtornos mentais graves acaba sendo uma comorbidade que se mostra como regra, e não como exceção. Esse fato tem incitado inúmeros pesquisadores da área da saúde mental a aprofundarem seus estudos em relação ao uso abusivo de substâncias em portadores de transtornos mentais, posto que atualmente tal fenômeno tem sido atribuído a uma maior disponibilidade de álcool e drogas para a população em geral (Zaleski et al., 2006).

 

O Transtorno Afetivo Bipolar (TAB) é um transtorno mental caracterizado por alterações do humor, com recorrência de episódios depressivos e maníacos ao longo da vida (Michelon; Vallada, 2005). Os sintomas de mania abarcam alterações de humor, como agitação, irritação, nervosismo, entre outros, e alterações comportamentais, como a fala rápida, fácil distração, sono escasso, comportamento impulsivo, entre outros (United States, 2009). Já os sintomas de depressão são caracterizados principalmente por rebaixamento do humor, redução de energia e atividade cerebral diminuída (Lima, 2004)
 


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter


WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com