16 de janeiro de 2023

Dependência química entre anestesiologistas

16 de janeiro de 20231min0
not1612-02

Por que é importante que todo médico conheça a síndrome de dependência?

Médicos adoecem tão frequentemente quanto a população geral. No entanto, os problemas de saúde mental e dependências, ainda que sejam os que mais frequentemente levam a problemas trabalhistas e aposentadoria precoce, não são facilmente reconhecidos.

Tal adoecimento gera, além de incontável sofrimento emocional para o pacientemédico e sua família, perda de qualidade no trabalho e possíveis consequências para os pacientes.

A dependência química, assim, constitui-se, por excelência, num transtorno de natureza bio (envolvendo genética e temperamento) psico (comorbidades psiquiátricas, expectativas, mecanismos de enfrentamento) social (ambiente familiar, pressão dos pares, disponibilidade da droga).

Os dados da literatura sobre a dependência entre médicos apontam algo próximo à epidemiologia da população geral, mas com maior prevalência de drogas cujo acesso é facilitado pela profissão (tais como benzodiazepínicos e opióides).

Para saber mais acesse: https://bit.ly/3iBd4hP


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter


    Skip to content