29 de setembro de 2020

Violência entre parceiros íntimos e consumo de álcool

6 de fevereiro de 20102min

A violência por parceiro íntimo (VPI) é reconhecida mundialmente como problema de saúde pública. A maioria das pesquisas nesta área foi feita em países desenvolvidos, principalmente nos Estados Unidos (EUA), onde diversos estudos populacionais foram realizados nas duas últimas décadas. Na Pesquisa Nacional de Violência Familiar em 1985,23 16% dos casais americanos tinham passado por um ou mais tipos de VPI nos 12 meses antes das entrevistas. A maioria das agressões foi considerada violência leve (por exemplo, tapas, empurrão), mas aproximadamente um terço dos eventos foi relatado como grave (por exemplo, espancamento, estrangulamento, espancamento com um objeto, sexo forçado, ameaça com ou uso de uma faca ou arma de fogo).

O mesmo estudo concluiu que o índice de violência entre parceiros de homens contra mulheres era semelhante ao de mulheres contra homens, conforme observado em 1975 e confi rmado por outros estudos.1,23 Apesar de as mulheres perpetrarem violência tanto quanto seus parceiros masculinos no que diz respeito à freqüência, elas têm maior probabilidade de sofrerem ferimentos graves.
Violência entre parceiros íntimos e consumo de álcool.pdf


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter