Relação entre violência física, consumo de álcool e outras drogas e bullying entre adolescentes escolares brasileiros

9 de outubro de 20122min

Silvania Suely Caribé de Araújo Andrade,  Renata Tiene de Carvalho Yokota,  Naíza Nayla Bandeira de Sá,  Marta Maria Alves da Silva,  Wildo Navegantes de Araújo,  Márcio Dênis Medeiros Mascarenhas,  Deborah Carvalho Malta

A violência é definida como uso intencional da força física ou do poder, de modo real ou em ameaça, autoinflingida, interpessoal ou coletiva,
que resulte ou tenha alta probabilidade de resultar lesão, óbito, dano psicológico, deficiência de desenvolvimento ou privação. O ato violento
pode ser de natureza física, sexual, psicológica ou privação/negligência.

A violência interpessoal subdivide-se em violência familiar e violência comunitária. O local de ocorrência mais frequente de situações de violência familiar é o domicílio, entretanto a violência comunitária pode ocorrer na via pública ou em instituições como a escolar.

pdf v28n9a11.pdf


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter