30 de março de 2020

Padrão de uso de álcool em brasileiros adultos.

20 de Maio de 20103min

LARANJEIRA, Ronaldo et al. 

OBJETIVO: Apresentar os padrões de consumo de bebidas alcoólicas entre a população adulta brasileira. MÉTODO: Amostra de 2.346 indivíduos, cuidadosamente selecionada da população brasileira com 18 anos ou mais. Amostra selecionada em todo o território brasileiro, por meio de procedimento probabilístico em múltiplos estágios. As entrevistas, realizadas nas residências, ocorreram entre novembro de 2005 e abril de 2006. RESULTADOS: 48% da amostra relataram não haver bebido no último ano e esse índice variou de acordo com sexo, idade, estado civil, nível educacional e de renda e região do país.

Entre aqueles que bebiam, 29% consumiam usualmente cinco ou mais doses por ocasião (38% entre os homens). Fatores sociodemográficos foram relevantes em relação a todas as variáveis de consumo estudadas: frequência, quantidade, problemas, abuso e dependência. Na amostra total, incluindo os não-bebedores, 28% beberam em binge, 25% relataram ao menos um tipo de problema relacionado ao consumo, 3% preencheram critério para abuso e 9% para dependência. DISCUSSÃO: O grau de abstinência da população brasileira é alto. No entanto, os bebedores apresentam elevado nível de consumo de risco. A prevalência de problemas relacionados ao consumo, abuso e dependência de álcool também é significativa. Políticas públicas nacionais devem levar em conta esses fatores assim como as diferenças regionais.

Keywords : Bebidas alcoólicas; População; Epidemiologia; Consumo de álcool; Brasil.
Revista Brasileira de Psiquiatria Print version ISSN 1516-4446   Epub Nov 13, 2009. ISSN 1516-4446.  doi: 10.1590/S1516-44462009005000012.

Padrao_de_uso_de_alcool_em_brasileiros_adultos.pdf

 


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter


WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com