1 de outubro de 2020

Cuidadoras de pacientes alcoolistas no município de Santos, SP, Brasil

3 de outubro de 20091min

SANTOS, Elizama Cabral Vasconcelos dos and MARTIN, Denise.
Rev. bras. enferm. [online]. 2009, vol.62, n.2, pp. 194-199. ISSN 0034-7167. doi: 10.1590/S0034-71672009000200004.
O objetivo deste estudo qualitativo é analisar o significado do alcoolismo para cuidadoras de pacientes dependentes de álcool. Foram realizadas observação etnográfica e entrevistas em profundidade com dez cuidadoras de pacientes alcoolistas em tratamento nos serviços de saúde mental de Santos. O estudo mostrou que as relações familiares eram instáveis e conflituosas. Houve dificuldade da família em reconhecer a dependência. O alcoolismo foi aceito como doença quando o paciente foi internado. O uso abusivo do álcool foi obscurecido pela valorização social do consumo e pelas relações de gênero desiguais. Houve um retraimento da sociabilidade das cuidadoras. As mulheres assumiram o cuidado e atuavam como organizadoras de um cotidiano instável e sofrido.
Veja na integra http://www.scielo.br/pdf/reben/v62n2/a04v62n2.pdf


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter