Covid-19 aumenta risco de depressão e demência, indica estudo britânico

12 de abril de 20211min

Pessoas diagnosticadas com covid-19 nos últimos seis meses tiveram maior propensão a desenvolver depressão, demência, psicose e derrame, apontou um novo estudo. Ansiedade e transtornos do humor foram os diagnósticos mais comuns entre as pessoas com covid, e estes eram mais prováveis de ocorrer devido ao estresse da experiência de estar muito doente ou de ser levado ao hospital, explicaram os pesquisadores.

Os participantes foram divididos por idade, sexo, etnia e condições de saúde, para torná-los o mais comparáveis possível. Transtornos de humor, ansiedade ou psicóticos afetaram 24% de todos os pacientes, mas aumentou para 25% naqueles internados no hospital, 28% em pessoas que estavam em cuidados intensivos e 36% em pessoas que experimentaram confusão mental durante a doença.

Veja mais em: https://www.bbc.com/portuguese/geral-56661149


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter