21 de setembro de 2020

O ano em que o México legalizou brevemente as drogas

19 de abril de 20182min

Em 5 de janeiro de 1940, o então presidente do México, Lázaro Cárdenas, fez algo revolucionário: promulgou o novo Regulamento Federal da Toxicodependência.

A nova legislação removeu os antigos decretos punitivos sobre delitos de drogas, autorizou os médicos a prescreverem narcóticos aos dependentes, estabeleceu clínicas ambulatoriais para ajudá-los e formulou pedidos mais amplos para tratá-los como doentes, e não como criminosos.

Menos de um mês após sua assinatura, o regulamento entrou em vigor. A venda e compra de pequenas quantidades de drogas, incluindo maconha, cocaína e heroína, foram efetivamente descriminalizadas. Autores de pequenos delitos foram libertados da prisões e das clínicas para dependentes. Policiais reduziram drasticamente as prisões por delitos de drogas e meia dúzia de dispensários (locais para usar as drogas) foram estabelecidos na Cidade do México.

Veja a metéria completa em: https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/bbc/2018/04/19/o-ano-em-que-o-mexico-legalizou-brevemente-as-drogas.htm


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter