Às vésperas de julgamento no STF, SENAPRED reforça contrariedade a legalização das drogas

25 de outubro de 20194min

No próximo dia 06 de novembro, o pleno do Supremo Tribunal Federal (STF) julgará uma medida que poderá legalizar o consumo de drogas atualmente consideradas ilícitas no Brasil.

Diante disso, em entrevista ao Imagineacredite, o Secretário Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas do Ministério da Cidadania, reforçou a posição contrária do governo federal diante da pauta.

“A descriminalização das drogas vai aumentar a circulação dessas substâncias em nossa sociedade e, sem dúvida nenhuma, vai aumentar o número de pessoas consumindo drogas e consequentemente se tornando dependentes dessas substâncias”, argumentou o SENAPRED.

Além disso, Quirino destacou que as experiências realizadas em outras nações sobre flexibilização do consumo de entorpecentes mostraram que o resultado final foi o crescimento de dependentes químicos. “Por conta disso, o Brasil deve estar atento para que esse fenômeno não ocorra em nossa sociedade”, conclamou.

Ainda na entrevista, Quirino Cordeiro destaca que o Brasil já vive um cenário terrível no tocante às drogas, onde vários estudos evidenciam o aumento no consumo dessas substâncias, além dos prejuízos causados à nação.

“Vale lembrar que a segunda principal causa de suicidio são às drogas, nós temos várias pessoas no Brasil em situação de rua que apresentam quadros de dependência química e com isso há o aumento das cracolândia e o aumento do abandono ao trabalho. Tanto é que temos tido um aumento muito importante de casos de licença saúde relacionados a dependência do uso de drogas ilícitas”, observa.

Cabe destacar que para combater o avanço das drogas no país, o novo Governo Federal instituiu a Nova Política Nacional Sobre Drogas e a Nova Lei Antidrogas. Juntas, elas pretendem ao mesmo tempo combater o narcotráfico, prevenir o uso de drogas e tratar as vítimas da dependência química e suas famílias.

Por Sérgio Botêlho Júnior

Fonte: https://www.imagineacredite.com.br


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter


WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com