Novo relatório da ONU revela crescimento preocupante no uso de maconha

2 de julho de 20242min723
onu drugs report

O Relatório Mundial sobre Drogas 2024, da Organização das Nações Unidas (ONU), revelou que em 2022 o mundo presenciou um agravamento nos problemas relacionados ao consumo de drogas. O surgimento de novos opioides sintéticos e um aumento recorde na demanda por outras substâncias psicoativas contribuíram para essa situação preocupante.

Em 2022 mais de 292 milhões de pessoas consumiram alguma substância psicoativa, um aumento de 20% em dez anos, a maconha continua sendo a droga mais consumida no mundo.

Segundo o novo relatório, o número de usuários de maconha no mundo atingiu um aumento recorde, com 228 milhões de pessoas consumindo a droga.

Em seguida, estão:

– opioides com 60 milhões de usuários;

– anfetaminas com 30 milhões de usuários;

– cocaína com 23 milhões de usuários;

– ecstasy com 20 milhões de usuários.

No Brasil, o Supremo Tribunal Federal (STF) descriminalizou o uso de maconha, estabelecendo o porte de até 40 gramas de maconha para uso pessoal. Mesmo com a quantidade de maconha abaixo do limite estabelecido, outros fatores podem levar à caracterização como tráfico, como a presença de balanças de precisão e anotações indicando a comercialização da droga.

O Relatório Mundial sobre Drogas 2024 completo está no site do Escritório Sobre Drogas da ONU (UNODC).

#usodemaconha #onualerta #crescimentorecorde #drogamaisusada #preocupaçãoglobal #riscosdouso #impactosdouso


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter


    Skip to content