Venda de antidepressivo cresce 17% na pandemia, diz Conselho Federal de Farmácia

5 de março de 20212min

Um levantamento inédito do Conselho Federal de Farmácia (CFF) apontou um aumento de 17% nas vendas de antidepressivos e estabilizadores de humor em 2020, primeiro ano da pandemia de covid-19, em relação a 2019. Medo da infecção pelo novo coronavírus, mudanças na rotina, incertezas e o isolamento social estão entre fatores que levaram mais pessoas aos consultórios de psiquiatras, que alertam sobre a necessidade de observar sintomas como alterações no sono, ansiedade e desânimo, e de buscar ajuda ao sentir impactos na saúde mental.

“Mundialmente, já era sabido que teria a quarta onda da pandemia relativa à saúde mental. A primeira seria a da covid-19. A segunda, das pessoas que têm complicações por causa da doença. Depois, a das pessoas que têm problemas cardíacos, câncer, e que deixaram de buscar tratamento. A última é a de saúde mental. Medo da doença, isolamento, situação da economia levam a esse aumento. Nos consultórios, as pessoas estão falando que estão trabalhando bastante, há aumento de tentativa de suicídio. É bem preocupante.”

Vja mais em https://saude.estadao.com.br/noticias/geral,venda-de-antidepressivo-cresce-17-na-pandemia-diz-conselho-federal-de-farmacia,70003631942

Relacionados


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter