30 de setembro de 2020

Risco de sofrimento mental em mulheres é maior em quem consome maconha

27 de fevereiro de 20201min

Estudo realizado com mulheres do Piauí mostra que se faz necessário o rastreamento do consumo de álcool, tabaco, tranquilizantes e cannabis durante a rotina de atendimento na saúde primária para prevenir um risco de desenvolvimento de sofrimento mental nessas pacientes.

O risco entre as fumantes de cigarro de tabaco era 3,5 vezes maior; entre as consumidoras de tranquilizantes, a chance era de 2,6 vezes. As mulheres que tinham padrão de consumo intenso de álcool (zona IV – possível dependência) possuíam 2,1 vezes mais chance de apresentar sintomas.

Veja mais em: https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2020/02/22/risco-de-sofrimento-mental-em-mulheres-e-maior-em-quem-consome-maconha.htm


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter