Por que farmácias do Uruguai estão desistindo de vender maconha

12 de abril de 20192min

Cinco anos após aprovação da lei, só 17 estabelecimentos vendem a substância no país

Matéria publicada na BBC sobre a diminuição do número de farmácias que comercializam maconha para uso recreativo no Uruguai mostra o cenário atual do comércio legal da droga no País, que teve início em meados de 2017, sob grande expectativa dos usuários, que formavam grandes filas na porta dos estabelecimentos.

Segundo os comerciantes, a produção limitada e as restrições impostas pelos bancos financiadores são alguns dos problemas que têm causado a diminuição do número de farmácias, mesmo com manutenção da procura. Além disso, apesar de ser o primeiro país da América do Sul a legalizar o uso da maconha para fins recreativos, diferente de países como os Estados Unidos, Portugal e Holanda, o Uruguai impôs regras, como o cadastro dos usuários e limite de quantidade. O objetivo principal da nova lei era levar os consumidores do mercado ilegal para o legal. 

Leia a matéria completa: https://www.bbc.com/portuguese/geral-47826769

Fonte: BBC Brasil


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter


WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com