Iniciada no Brasil a coleta de dados do Levantamento Global de Drogas 2017

25 de novembro de 20163min

(Global DrugSurvey – GDS)

O Levantamento Global de Drogas (GDS) é a maior pesquisa online, independente e neutra sobre consumo de substâncias (legais e ilegais) no mundo. Organizado por pesquisadores do Kings College London no Reino Unido, ele conta com a colaboração de pesquisadores experts em dependência química para a sua realização ao redor do mundo. 

Sua coleta de dados é feita anualmente desde 2000, explorando, a cada ano, temas relacionados ao uso de drogas que requerem atenção imediata, como por exemplo, a penetração de novas drogas em cada país.

O GDS investiga de forma neutra e sigilosa os padrões de uso de drogas lícitas e ilícitas, seus efeitos, riscos e tendências em cada um dos 20 países participantes. Seus resultados são usados para a formulação de políticas públicas e estratégias de prevenção, redução de danos e tratamento.

Em 2015 o Brasil participou pela primeira vez, entrando na lista de 20 países integrantes do estudo. Nossos resultados surpreenderam a equipe internacional de experts, despontando no consumo acima da média mundial de cocaína, inibidores de apetite, anabolizantes e principalmente álcool. Em 2016 porém, perdemos a oportunidade de ter, gratuitamente, dados valiosos sobre o consumo de drogas no nosso país por falta de participantes.

Colabore para que esse ano o Brasil tenha uma participação representativa.

Todos indivíduos com 16 anos ou mais podem responder o inquérito, independente de ser ou não usuário de qualquer droga.

O questionário (em português) fica disponível no link abaixo até Janeiro.

www.globaldrugsurvey.com/gds2017


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter