Governo Lula e Judiciário ignoram riscos e tentam liberar plantio de maconha à revelia do Congresso

11 de junho de 20242min230
baixados (3)

10/06/2024
Fonte: Gazeta do Povo

Apesar das críticas de entidades de saúde, o governo Lula e o Judiciário estão avançando em iniciativas para legalizar o plantio de maconha no Brasil. O Conselho Nacional de Políticas sobre Drogas (Conad) está finalizando um decreto para liberar o cultivo da planta, que será decidido pelo governo Lula. O Superior Tribunal de Justiça (STJ) também está envolvido, embora a Lei de Drogas de 2006 proíba o plantio.

O Projeto de Lei 399/2015, que permite o plantio para comercialização de produtos à base de Cannabis, está parado na Câmara dos Deputados desde 2021, após um empate na comissão especial ser desempatado pelo relator a favor da aprovação. Um recurso aguarda análise para que o texto seja apreciado pelo plenário da Câmara antes de seguir ao Senado.

Especialistas, como Dr. Ronaldo Laranjeira e Dr. Antônio Geraldo da Silva, criticam a medida, apontando a falta de evidências científicas sobre os benefícios medicinais da Cannabis e os riscos associados ao plantio generalizado. Eles argumentam que a liberação pode reduzir a percepção de risco do uso da maconha, levando a um aumento do consumo, e que o interesse é predominantemente financeiro, similar às estratégias das indústrias do tabaco e álcool.

Link: https://www.gazetadopovo.com.br/vida-e-cidadania/governo-lula-e-judiciario-plantio-maconha/


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter


    Skip to content