30 de março de 2020

Pesquisa com crianças no centro de SP revela acesso fácil a drogas, agressões e fome

12 de dezembro de 20172min

O GLOBO

Entorpecente é oferecido por terceiros, dizem 58% dos jovens da Cracolândia

SÃO PAULO – Uma pesquisa realizada com crianças e adolescentes que vivem no centro de São Paulo revela acesso fácil e precoce  a álcool e drogas, além de uma situação de vulnerabilidade evidenciada por trabalho infantil, agressões e fome. Os dados mostram que mais da metade dos jovens que vivem na Cracolândia dizem que as drogas chegam a eles por meio de terceiros e que não precisam sequer procurar os traficantes.

O estudo dividiu os resultados por faixas etárias. Um terço das crianças que têm entre 2 e 6 anos afirma se alimentar na rua. Já no grupo de 7 a 11 anos, 12% responderam que trabalham e 37% declaram sofrer algum tipo de violência, como agressão e insultos. Entre os jovens de 12 a 17 anos, um quarto já teve contato com bebidas alcoólicas, considerada por especialistas como porta de entrada para o consumo de drogas. 

 https://oglobo.globo.com/brasil/pesquisa-com-criancas-no-centro-de-sp-revela-acesso-facil-drogas-agressoes-fome-22165785

 
 
 
 

Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter


WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com