24 de setembro de 2020

O perigo das cenas de uso aberto de drogas

18 de outubro de 20172min

Revista Veja

Todas as cidades do mundo que obtiveram êxito na extinção de locais similares à Cracolândia paulistana adotaram políticas de tolerância zero com a perturbação da ordem pública

Por José Roberto Rodrigues de Oliveira* e Heni Ozi Cukier**

*José Roberto Rodrigues de Oliveira é secretario de Segurança Urbana de São Paulo, bacharel em direito e professor de Política Municipal de Segurança da FAAP.
**Heni Ozi Cukier, é secretário-adjunto de Segurança Urbana de São Paulo, cientista político e professor de relações internacionais da ESPM.
 
imagem: O uso de drogas a céu aberto em Zurique, na Suíça, ocorreu em várias regiões da cidade antes de desaparecer (API/Gamma-Rapho/Getty Images)
 
A aglomeração de usuários e traficantes em espaços públicos para consumir e vender drogas ilícitas é um dos mais graves problemas que afetam centros urbanos ao redor do mundo. O fenômeno conhecido como “cena aberta de uso de drogas” — originário do inglês, open drugs scenes — não somente é um enorme desafio social e de saúde, mas principalmente confronta o Estado na sua função mais básica e primordial: a garantia da segurança e da ordem pública.
 
 

Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter