Cartilha expõe os efeitos do uso recreacional e medicinal da Cannabis

14 de outubro de 20192min

No livro “A Tragédia da Maconha: causas, consequências e prevenção“, lançado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), médicos reúnem evidências científicas do risco de consumo da droga.

A Cannabis é a droga ilícita mais produzida e consumida no mundo – 182,5 milhões ou 3,8% da população mundial faz uso de maconha. Entre a população de 15 a 64 anos da América do Norte, a prevalência anual estimada é de 11,6%.

Riscos

Pesquisas recentes em modelos animais detectaram que doses inaladas de 2-3 mg de THC e doses ingeridas de 5-20
mg de THC pode causar confusão mental e depressão respiratória, além de comprometimento da atenção, memória,
funcionamento executivo e memória de curto prazo.

Doses acima de 7,5 mg inaladas em adultos e doses orais de 5-300 mg em pediatria podem produzir sintomas mais graves, como hipotensão, pânico, ansiedade, contração mioclônica/hipercinesia, delirium, depressão respiratória e ataxia (falta de coordenação de movimentos musculares voluntários e de equilíbrio).

A cartilha completa está disponível online aqui.


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter


WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com