29 de novembro de 2020

A remissão em esquizofrenia é possível?

27 de agosto de 20142min

Is remission in schizophrenia possible?

Hélio Elkis

Contexto: O conceito de remissão já está bem definido em algumas patologias psiquiátricas, como é o caso do transtorno depressivo, porém só recentemente foi proposto um critério para esquizofrenia.

Objetivo: Revisar o novo conceito de remissão em esquizofrenia.

Método:Revisão da literatura usando o PubMed.

Resultados: Os conceitos de resposta, remissão, estabilidade e recuperação são amplamente discutidos neste artigo, bem como os itens das escalas utilizados para definição.

Conclusão: O conceito de remissão caracteriza-se pela presença nos últimos 6 meses de sintomas que atingem um nível máximo de gravidade (nível 3 da PANss) mas que permitem um certo funcionamento social. As dimensões do conceito e seus respectivos sintomas psicopatológicos são: Positiva: alucinações, delírios, conteúdo incomum do pensamento. Desorganização: desorganização conceitual, maneirismos e postura. Negativa: afeto embotado, afastamento social passivo/apático, falta de espontaneidade no fluxo da conversação.

Elkis, H. / Rev. Psiq. Clín. 34, supl 2; 160-163, 2007

Palavras-chave: Esquizofrenia, resposta, remissão

acesse: a_remissao_em_esquizofrenia_e_possivel.pdf


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter