Estudo Psicossocial da Maconha entre Adolescentes do Arquipélago de Fernando de Noronha-PE

1 de outubro de 20132min

http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistapsico/article/view/7343

Ludgleydson Fernandes de Araújo, Elba Celestina do Nascimento Sá, Edna de Brito Amaral, Regina Ligia Wanderley de Azevedo, Jorgeano Gregório Lobo Filho

Resumo

Tendo em vista o aumento do uso abusivo de substâncias psicoativas, em particular, a maconha, na realidade brasileira, a presente pesquisa teve como objetivo verificar as representações sociais acerca do uso da maconha entre estudantes do Arquipélago de Fernando de Noronha-PE. Participaram 50 sujeitos, de ambos os sexos, do ensino fundamental e médio, com média de idade de 20 anos. Utilizou-se entrevista semiestruturada e o teste de associação livre de palavras que precederam as regras de anonimato e espontaneidade à participação; utilizou-se a análise de conteúdo e a técnica das redes semânticas para compreensão dos resultados. Foram apreendidas representações da maconha sendo ressaltados os aspectos prejudiciais de sua utilização pelos estudantes. Conclui-se pela importância de medidas preventivas de intervenção com jovens e por meio de informação e sensibilização aos danos partindo das representações colhidas.

Texto Completo: PDF


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter