29 de setembro de 2020

Especialista analisa os efeitos dessa droga que está sendo cada vez mais tratada como inocente

10 de dezembro de 20191min

Atualmente, sabe-se que a maconha (Cannabis sativa) é a droga de abuso mais utilizada por adolescentes no mundo. Um estudo canadense de meta-análise recém-publicado na JAMA Psychiatry, uma das revistas de psiquiatria mais respeitadas do mundo, analisou o impacto em longo prazo do uso de maconha em 23 mil adolescentes. Os resultados mostraram que os usuários da maconha (em comparação com adolescentes não usuários) tiveram um risco 37% maior de desenvolver depressão na idade adulta, 50% mais chances de pensamentos suicidas também na idade adulta, além de um risco triplicado de tentativa de suicídio na vida adulta.

Estudos anteriores já haviam confirmado que adolescentes entre 12 e 18 anos que fumam maconha com frequência podem sofrer lesões permanentes na inteligência, além de afetar a memória, a capacidade de concentração, e podem desenvolver sintomas psicóticos.

Leia a matéria completa em: http://www.revistavidaesaude.com.br/destaque/maconha-e-adolescentes/


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter