Vivência de mães de adolescentes usuários de crack

27 de novembro de 20132min

dir=”ltr”>

Revista Interdisciplinar – Centro Universitário UNINOVAFAPI  

http://revistainterdisciplinar.uninovafapi.edu.br/index.php/revinter/article/view/70

 

Juliana Macedo Magalhães, Fernanda Matos Fernandes Castelo Branco, Annalyese Cristina Silva Lima, Cynthia Aragão de Sousa Lima, Marina Carvalho Borges Leal, Claudete Ferreira de Souza Monteiro

Resumo

Objetivou-se analisar a vivência de mães adolescentes usuários de crack. Estudo descritivo, de abordagem qualitativa, realizado em um Centro de Atenção Psicossocial para dependentes de álcool e drogas do estado do Maranhão. Os sujeitos foram seis mães. Os dados foram coletados através de entrevistas semiestruturadas e, após serem analisados, comparados e organizados, concomitantemente, fizeram emergir as seguintes categorias: a escravisão do desejo pela crack e as relações dos filhos adolescentes usuários de crack com as mães. O estudo gerou contribuições para direcionar novas investigações sobre a temática e aperfeiçoar terapêuticas relacionadas às famílias de usuários de crack, principalmente as mães que vivenciam o martirio de ter um filho refém desta droga.

 

Palavras-chave

Relações mãe-filho; cocaína crack; dependência

 

Texto completo:

PDF


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter