Características de usuários de crack atendidos em um Centro de Atenção Psicossocial: concepção da equipe

5 de setembro de 20153min

Annie  Jeanninne  Bisso  Lacchini,  Cíntia  Nasi,  Gustavo  Costa  de  Oliveira, Leandro  Barbosa  de  Pinho,  Jacó  Fernando  Schneider

O  crack  vem-se  constituindo  como  um  problema  de  saúde  pública,  face  à  sua  natureza  multifatorial,  trazendo  desafios aos trabalhadores.  Este  estudo  objetivou  conhecer  a  concepção  de  uma  equipe  de  saúde  mental  sobre  as  características de usuários de crack  atendidos  em  um  Centro  de  Atenção  Psicossocial  (CAPS).  Trata-­se  de  um  recorte  de  pesquisa avaliativa,  qualitativa,  do  tipo estudo  de  caso,  desenvolvida  com  oito  profissionais  da  equipe  de  um  CAPS.  Segundo a equipe existem  três  características  que definem  os usuários  de  crack  que  frequentam  o  CAPS:  1)  são  usuários  que demandam  urgências  de  cuidados;  2)  são  usuários  de difícil  manejo  e  frágil  adesão  ao  serviço  e  3)  são  usuários  que  não possuem  um  perfil  definido.  Conclui-se  que  é  preciso reconhecer  as  diferentes  demandas  trazidas  aos  serviços  pelos usuários  de crack,  uma  vez  que  exige  uma  reorganização  dos 
serviços  e  a  problematização  das  práticas  para  atender esta  nova  realidade.
 
acesse: v17n2a04.pdf

Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter


WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com