27 de setembro de 2020

Artigo Original: Influência do ambiente familiar no consumo de crack em usuários

14 de agosto de 20132min

O crack é um subproduto da cocaína e potente estimulador do Sistema Nervoso Central que surgiu no Brasil no final da década de 1980. Apesar de sua recente introdução, a magnitude das consequências individuais, familiares e sociais associadas ao seu tem causado preocupação ao Estado e à sociedade em geral. Entre os danos individuais e sociais, também considerados como motivadores de uso, destacam-se: a ocorrência de comportamentos sexuais de risco para aquisição da droga ou dinheiro, com maior exposição ao vírus da Aids e a outras doenças sexualmente transmissíveis; o envolvimento em atividades violentas e ilícitas, como roubos, assaltos e tráficos de drogas; além de danos à saúde, como desnutrição, lesões pulmonares pela utilização da droga em latas de alumínio, problemas neurológicos e comorbidades psiquiátricas.

263 Acta Paul Enferm. 2013; 26(3):263-8.

acesse: http://www.scielo.br/pdf/ape/v26n3/10.pdf

 

 


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter