Serviço de Emergência Psiquiátrica: Um Estudo Descritivo

18 de dezembro de 20132min

Acesse: Servico de Emergencia Psiquiatrico.pdf

Serviço de Emergência Psiquiátrica: Um Estudo Descritivo

Luís André Castro
Ronaldo Laranjeira
John Dunn

Neste estudo foram avaliados 492 pacientes com o objetivo de descrever as suas características clínicas durante o atendimento de emergência psiquiátrica. A amostra não apresentou diferença entre os sexos, sendo a faixa etária predominante entre os 21 e 50 anos. Aproximadamente, a metade dos pacientes (49,6%) estavam acompanhados por algum responsável ao ser conduzida ao serviço de emergência psiquiátrica, as outras fontes principais de origem foram a polícia (6,7%) e o SOS criança (5,3%). Os principais diagnósticos foram os transtornos do humor (25,7%), transtornos psicóticos (21,4%) e transtornos por abuso de drogas (20,8%). Os pacientes caracterizavam-se pela presença de prejuízo do funcionamento social e ocupacional entre leve (22,3%) a moderado (23,6%), problemas com o grupo de apoio primário (46,8%) e problemas com o ambiente social (11,6%). Os pacientes foram medicados com antipsicóticos (25.3%), benzodiazepínicos (11,2%) e antidepressivos (6,5%). A grande maioria dos pacientes (82,1%) foi dispensada, sendo encaminhada ao ambulatório de psiquiatria da própria Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (42,5%) e aos ambulatórios de saúde mental da região (11,6%). Os casos graves (17,1%) foram encaminhados para os leitos de observação, sendo que 7,4%) desses pacientes foram internados.


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter


WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com