18 de outubro de 2021

Espiritualidade no tratamento e prevenção das dependências: Diretrizes

14 de julho de 20214min188
Capa Youtube UNIAD

A International Society of Addiction Medicine e o Governo de MG acabam de lançar diretrizes nesse sentido.

A International Society of Addiction Medicine acaba de publicar um “position Statement”, uma diretriz, liderada pelo psiquiatra Marc Galanter, uma das principais referencias no tratamento de dependências.

A diretriz enfatiza que a R/E (religiosidade/espiritualidade) pode ampliar de modo marcante os recursos pessoais e sociais do paciente na superação da dependência. Essas diretrizes estão muito alinhadas com que propusemos no Plano mineiro de tratamento e prevenção do uso/abuso de álcool, tabaco e outras drogas do governo de MG que acaba de ser lançado.

Entre recomendações para uma inclusão da R/E que seja ética e baseada nas melhores evidencias cientificas em relação aos problemas por uso de substâncias estão:

– Coletar história espiritual do paciente, identificando os recursos R/E do paciente (as práticas e crenças que possui e grupos dos quais ele faz parte) que podem auxiliar na prevenção ou tratamento.

– Incentivar a utilização dos recursos R/E positivos que a pessoa possua. P. ex.: crenças sobre o sentido da vida e do sofrimento, práticas de oração, meditação ou leituras R/E, frequência a grupos religiosos, trabalho voluntário, modelos de interação social não baseados no uso de álcool ou outras drogas, se inspirar em pessoas que superaram o problema das drogas, etc.

– Abordagem Bio-Psico-Socio-Espiritual da pessoa, utilizando abordagens em todas essas dimensões: medicação, psuicoterapia, apoio familiar, R/E etc.

– Parceria com comunidades religiosas em campanhas de prevenção e estímulo ao tratamento – Parceria com recursos comunitários de base R/E (ex.: AA, NA, pastoral da sobriedade, grupos de apoio, etc.) como mais um aspecto de uma abordagem abrangente para o tratamento.

– Parceria com as comunidades R/E em mão dupla:

1) para identificarem e encaminharem para tratamento nos serviços de saúde pacientes com problemas com uso de substâncias e

2) receberem e apoiarem pacientes em tratamento nos serviços de saúde.

Para mais detalhes, seguem os links de ambas as diretrizes: https://social.mg.gov.br/noticias-artigos/1429-minas-lanca-plano-de-prevencao-ao-uso-abuso-de-alcool-tabaco-e-outras-drogas (ver as pags. 71-3)


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter