7 de dezembro de 2021

Beber na Adolescência e mudanças na substância branca do cérebro

27 de janeiro de 20212min178

Association of Heavy Drinking With Deviant Fiber Tract Development in Frontal Brain Systems in Adolescents

O desenvolvimento dos sistemas de fibras corticais da substância branca continua em expansão e reestruturação após o nascimento e durante a adolescência. Os tratos de fibras cerebrais do recém-nascido não são mielinizados até 1 ano após o nascimento, 1 e o volume intracraniano, impulsionado pelo crescimento da substância branca em particular, 2 continua até o início da adolescência.3 Os sistemas de fibras se estendem e se remodelam para formar conexões funcionais, que interagem com poda neural e experiências de vida4,5 por pelo menos os próximos 15 anos6,7 até que o pico de maturação seja atingido. Essas mudanças dinâmicas de desenvolvimento se desdobram quando muitos transtornos psiquiátricos surgem pela primeira vez, 8-10 e, em alguns casos, podem refletir a vulnerabilidade a toxinas ambientais que contribuem para trajetórias de neurodesenvolvimento interrompidas. Uma toxina comum é o álcool, usado por muitos adolescentes em padrões de consumo excessivo de álcool.11,12

Veja o estudo completo em inglês – https://bit.ly/3nP9b5i


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter