25 de novembro de 2020

A Cracolândia canadense – Vale a pena ver excelente documentário da DW

18 de novembro de 20202min

O mundo está lutando contra uma pandemia mortal, mas na América do Norte outra crise de saúde pública devastadora ainda está ocorrendo. Uma droga sintética está matando mais pessoas do que crimes com armas de fogo, homicídio e acidentes de carro juntos.

Cem vezes mais forte que a heroína, o opioide fentanil é barato, potente e pode ser enviado pelo correio. Essas forças de mercado o viram substituindo a heroína e causando morte, destruição e miséria sem precedentes. O número de mortos afetou desproporcionalmente os desabrigados e já marginalizados. Agora, por sua força e baixo custo, a droga também começa a ser misturada a drogas de festa, como a cocaína e a maconha – com resultados fatais. O documentário viaja para Vancouver, o epicentro da epidemia de fentanil, para se reunir com profissionais de saúde, ativistas, traficantes e viciados em fentanil. Mostra algumas das iniciativas radicais de combate ao abuso desta droga e pergunta o que o mundo poderia enfrentar se a epidemia de fentanil se espalhar para fora da América do Norte.


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter