Esposas de jogadores patológicos: traços de personalidade, sintomas depressivos e ajustamento social

17 de janeiro de 20105min

Revista Brasileira de Psiquiatria
versão impressa ISSN 1516-4446

Resumo

MAZZOLENI, Maria Helena B.; GORENSTEIN, Clarice; FUENTES, DanielTAVARES, Hermano.
Esposas de jogadores patológicos
: traços de personalidade, sintomas depressivos e ajustamento social. Rev. Bras. Psiquiatr. [online]. ahead of print, pp. 0-0.  Epub 16-Out-2009. ISSN 1516-4446.  doi: 10.1590/S1516-44462009005000009.

Objetivo: Esposas de jogadores patológicos tendem a permanecer casadas por muitos anos, apesar das dificuldades financeiras e emocionais. Dificuldades de ajustamento social, transtornos de personalidade, e comorbidades com transtornos psiquiátricos são apontados como razões para permanecerem nesses relacionamentos tão opressivos. O objetivo foi examinar o ajustamento social, a personalidade e as emoções negativas das esposas de jogadores patológicos. Método: A amostra foi constituída por 25 esposas de jogadores patológicos, média de idade 40,6 anos (DP = 9,1), do Ambulatório de Jogadores Patológicos e do Jog-Anon, e 25 esposas de não jogadores, média de idade 40,8 anos (DP = 9,1), que responderam a anúncios colocados no complexo do hospital da faculdade de medicina da Universidade de São Paulo. Foram selecionadas aquelas que apresentavam características demográficas próximas às das esposas de jogadores patológicos. Os sujeitos foram avaliados por meio da Escala de Ajustamento Social, do Inventário de Temperamento e Caráter, do Inventário de Depressão de Beck, e do Inventário de Ansiedade Traço-Estado. Resultados: Três variáveis permaneceram no modelo final da Análise de Regressão Logística Múltipla. Esposas de jogadores patológicos apresentaram maior insatisfação no relacionamento marital e escores mais altos nos fatores de temperamento Dependência de Gratificação e Persistência. Ambas, as esposas de jogadores patológicos e de não jogadores apresentaram fatores de caráter bem estruturados, excluindo transtornos de personalidade. Conclusão: Este perfil de personalidade pode explicar a resiliência emocional das esposas de jogadores patológicos e a longa duração de seus casamentos. Codependência e outros rótulos utilizados anteriormente para descrevê-las podem, de um lado, legitimar seus problemas e, de outro, estigmatizá-las como inaptas e carentes.

Palavras-chave : Jogo patológico; Cônjuge; Ajustamento social; Personalidade; Depressão.

 


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter


WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com