30 de setembro de 2020

Associação entre Violência Física e Depressão em Adolescentes Grávidas

26 de fevereiro de 20142min

Rochele Dias Castelli

A Depressão é um transtorno mental comum, afetando cerca de 121 milhões de pessoas em todo o mundo. Mulheres são mais suscetíveis à doença do que homens. O transtorno é freqüente entre adolescentes e, nesta fase da vida, estar grávida éum importante fator de risco para o desenvolvimento da doença, pois mães mais jovens apresentam maior risco de sintomas depressivos na gestação. Isto, porque a gestação é um acontecimento social e biológico único na vida de uma mulher e tende a causar vulnerabilidades específicas. Prova disto é que entre adolescentes, as gestantes têm maior prevalência de sintomas de ansiedade e depressão quando compa radas às não grávidas. É necessário estar atento a esta população, pois no Brasil gravidez na adolescência é um fenômeno comum. No ano de 2008, cerca de 20% dos nascidos vivos eram filhos de mães com até 19 anos. Um importante fator de risco para o surgimento de sintomas depressivos durante a gravidez é a violência contra a mulher. Ela tem impacto direto e traz efeitos nocivos à mãe e ao feto, como morte perinatal prematuridade e baixo peso ao nascer. Sabe-se que mulheres mais jovens têm maior risco deserem vítimas de violência por parceiro intimo.

Acesse: http://biblioteca.ucpel.tche.br/tedesimplificado/tde_arquivos/2/TDE-2013-10-07T121619Z-376/Publico/rochele.pdf


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter