21 de setembro de 2020

A parábola dos dois lobos

28 de agosto de 20202min

Mas a maior lição, que marcaria a vida de seu neto foi dita um pouco depois, na conversa abaixo:

– Sabe, meu neto, em nosso interior, todos temos dois lobos. Esses lobos estão constantemente lutando, uma luta terrível com a qual nem todas as pessoas têm facilidade em lidar.

– Dois lobos, como isso funciona? – perguntou o neto com inocência.

– Todos temos dentro de nós dois lobos completamente diferentes. Um deles é mau, e representa todos os sentimentos ruins que podem existir em um ser humano: a raiva, a inveja, o ciúme, a ganância, o orgulho, o ressentimento, os medos, a mesquinhez, a culpa, o ego, e a arrogância. No entanto, o outro lobo é exatamente o oposto, representa tudo que é bom em uma pessoa: a bondade, o amor, a esperança, a generosidade, a alegria, a paz, a fé, e a verdade. – Explicou o ancião.

Então, o pequenino perguntou:

– E qual dos dois lobos é mais forte? Qual deles vence a luta?

– Isso, meu pequeno, depende de cada um de nós. Qual deles você alimentaria?

Uma reflexão realmente importante. Conhecer qual dos lobos estamos alimentando pode nos ajudar a compreender porque nossas vidas estão seguindo determinado caminho, e nos ajudar a viver com mais propósito e significado.

Qual dos lobos você está alimentando? Pense sobre isso!


Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter