27 de novembro de 2021

PERCEPÇÃO DOS GESTORES SOBRE O MATRICIAMENTO EM SAÚDE MENTAL PARA O ATENDIMENTO AO USUÁRIO DE CRACK

20 de setembro de 20161min187
c0fe54af10a30e6ac2d240239b868ffc

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ENFERMAGEM
LAURA BORGES DE ARAUJO
 
Nas últimas décadas tem crescido expressivamente o número de usuários com transtorno por uso de substâncias, especialmente àqueles relacionados ao consumo de crack. Tratando-se de um problema de saúde pública, a rede de saúde necessita investir em estratégias que abordem e articulem o cuidado a esses sujeitos, sendo o matriciamento uma estratégia potencializadora nesse âmbito assistencial. O objetivo deste estudo é analisar a percepção que os gestores em saúde de um município da região metropolitana de Porto Alegre possuem sobre o matriciamento como um dispositivo da Rede de Saúde Mental para o atendimento ao usuário de crack.

Sobre a UNIAD

A Unidade de Pesquisa em álcool e Drogas (UNIAD) foi fundada em 1994 pelo Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira e John Dunn, recém-chegados da Inglaterra. A criação contou, na época, com o apoio do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Inicialmente (1994-1996) funcionou dentro do Complexo Hospital São Paulo, com o objetivo de atender funcionários dependentes.



Newsletter