Carga Global do Uso de Drogas Sobre os Anos Vividos Com Incapacidade no Estado do Ceará no Período de 1990-2016

Segunda, 01 Abril 2019 11:44

Apesar das drogas ilegais serem usadas com frequência nos países de alta renda das Américas, as consequências à saúde causadas pela dependência de drogas. O uso de indicadores em saúde firma-se no sentido de colaborar no acompanhamento/monitoramento de metas e propósitos em saúde planejados. As informações epidemiológicas representam indicativos de condução das políticas públicas e ações no contexto assistencial. Possibilitando reorganização e planejamento dos serviços a fim de desenvolver ações de prevenção e resolução. A Carga Global de Doença (GBD) tem se estabelecido como uma importante ferramenta de compreensão de como um agravo/doença interfere no modo de viver de uma população. O uso de medidas como Years Lived with Disability–anos vividos com incapacidade (YLDs) permitemavaliar o impacto em uma população.

Objetivos: Analisar os índices de anos vividos com incapacidade decorrente do uso de drogas entreindivíduos de 15-49 anos no Estado do Ceará anos de 1990-2016.

Metodologia: Trata-se de estudo ecológico, baseado em dados secundários disponíveis no banco de dados do Global Health Data Exchange (GBD 2016) através do banco de dados do IHME, através do link: http://ghdx.healthdata.org. A coleta foi realizada no período de agosto de 2018 sendo analisados dados de homens e mulheres entre 15 e 49 anos de idade que foram afetadas pela maconha e cocaina.

Resultados: Houve incremento na mortalidade e no YLD pelo uso da cocaína.

Conclusão: A carga global do uso da cocaína impacta negativamente na funcionalidade e qualidade de vida dos cearenses. 

Para ler o artigo completo acesse: http://publicacoesacademicas.unicatolicaquixada.edu.br/index.php/eedic/article/viewFile/3108/2665

Ler 458 vezes