moodleinpad    

       

Maconha: qual a amplitude de seus prejuízos?

Quinta, 12 Dezembro 2013 21:19

Acesse: Maconha qual a amplitude de seus prejuizos.pdf

Maconha: qual a amplitude de seus prejuízos?


Flavia S Jungerman
Rodrigo A Bressan
Ronaldo R Laranjeira


A maconha é a droga ilícita mais usada em todo o mundo. O uso da maconha geralmente é intermitente e limitado; no entanto estima-se que 10% dos que experimentaram maconha, tornam-se usuários diários e 20 a 30% a consomem semanalmente. Dados da Austrália mostram que os indivíduos têm iniciado o uso bem mais cedo e o a concentração de delta9-tetrahidrocanabinol (THC, principal substância psicoativa presente na maconha) está 30% maior do que há 20 anos atrás (1, 2). Alguns autores sugerem que damos menos atenção aos danos causados pela maconha por seus efeitos nocivos não serem tão óbvios como o de outras drogas (1). No entanto, nos últimos anos, começou-se a investir em pesquisas buscando avaliar a amplitude dos efeitos do uso desta droga. Este tema é particularmente importante para profissionais de saúde mental, pois os maiores prejuízos relacionados ao uso da maconha são os transtornos mentais que acabam sendo relacionados com o consumo.
Uma conferência internacional intitulada "Cannabis e Saúde Mental" em dezembro de 2004 no Instituto de Psiquiatria da Universidade de Londres abordou dois aspectos opostos relacionados à maconha e saúde mental: 1) as conseqüências do uso recreacional, abuso e dependência da maconha; 2) o uso terapêutico dos derivados da maconha (canabinóides). Neste editorial trataremos dos estudos relacionados ao impacto do uso de maconha. que o consumo da maconha no mundo.

Ler 1329 vezes
         
         

RELATÓRIO FINAL - II LENAD

Screen-Shot-2014-05-10-at-18.04

Resultados do II LENAD

lenadII