moodleinpad    

       

CONTEMPLAÇÃO E AÇÃO

Sexta, 17 Novembro 2017 18:34
Pe. Haroldo Rahm

       Sempre estamos contemplando Cristo tanto na manjedoura quanto na casa de Nazaré. A sua vida inteira é a base de nossa contemplação e ação. Também pensando em Jesus necessariamente meditamos sobre a Trindade inteira, quer dizer, o Pai de quem Cristo é o revelador; o Espírito que ele promete e envia. Observando espiritualmente a vida de Cristo, vivemos em uma escola no qual se aprende o plano da salvação que existe desde a eternidade em Deus. Vemos a ação de Deus no mundo e a sua atuação, antes de Cristo e depois, por meio do Espírito em nós. A Virgem Maria foi escolhida para ser Mãe de Deus.
 
      Concede-nos Senhor testemunhar a nossa vida o mistério que contemplamos na fé. Dê-nos a força de ter Jesus na cabeça, no coração cheio de amor e em nossas mãos de ação servindo nossos irmãos.
      Como servidores da missão de Cristo, estamos convidados a trabalhar com Ele no restabelecimento da nossa relação com Deus, com outros e com a criação. Jesus falou: “O que fizeste para os pequeninos, fizeste a mim”. Recordavam-nos que o mundo é teatro de uma batalha entre o bem e o mal e com isso nos colocamos novamente diante do Senhor, a Bandeira do Cristo. Há forças negativas poderosas no mundo, mas também estamos conscientes da presença de Deus permeando o mundo, inspirando pessoas de todas as culturas e religiões a promover a reconciliação e a paz. O mundo em que trabalhamos é, simultaneamente, um mundo de pecado, de graça e amor de Deus.
      Ficamos sempre na Epifania do Senhor que revive o mistério da primeira manifestação de Jesus a todos os povos representados pelos Reis Magos. Com os magos contemplando na ação, vivemos com Deus nos convocando para ter um mundo mais humano e fraterno. Também vemos Herodes e a sua corte que não se dão conta do aparecimento de Deus, rejeitando a vida dos fiéis que adoram com fé. Imitemos os Reis Magos louvando e adorando a Divina Magestade.
      O menino Jesus nasce. Os magos, guiados por uma estrela, encontraram a criança com Maria, prestam-lhe homenagem e presenteiam-na com ouro, incenso e mirra.
 
Maria foi virgem durante o parto?
      A Igreja também crê que Maria permaneceu virgem durante o parto. Com efeito, Deus marca assim o início de uma nova criação do povo da nova Aliança. Assim é dito que os filhos de Deus já não estão ligados a Abraão por laços de sangue, mas pela fé: Mas aos que O receberam (receberam Jesus), aos que crêem em Seu nome, ele deu o poder de se tornarem filhos de Deus. Eles não nasceram do sangue, nem de um querer da carne, nem de um querer humano, mas de Deus (Jo 1, 12-13).
 
PARA REFLETIR
 
      O poder criador de Deus deu um novo início à nossa fé no modo virginal como Jesus foi concebido no seio de Maria Santíssima e no modo como nasceu dela, em um parto que manteve a virgindade da Mãe.
Ler 215 vezes
         
         

RELATÓRIO FINAL - II LENAD

Screen-Shot-2014-05-10-at-18.04

Resultados do II LENAD

lenadII